26 de maio de 2008

O vento

Oi gente! Sorry pelo longo tempo sem aparecer. Sabe quando tudo parece acontecer ao mesmo tempo? Pois é. Deus vai abrindo as portas e temos que correr para não perdê-las. Agora aqui estou: fazendo 3º ano e cursinho ao mesmo tempo. É um tempo novo, então. Um tempo sem tempo. As postagens não serão freqüentes, mas continuarão.
Acabo de chegar de uma aula maravilhosa de Literatura e fui muito mal no simulado de Química, mais uma prova que estou indo pelo caminho certas das Humanas! Hehehehe!!!
Até mais! Beijos mil...

**Olhando para as estrelas**

..*..*..*..*..*..*..*..*..*..*..

Era daquelas noites escuras, sem lua nem estrelas; daquelas em que não se abre a janela para sonhar. O vento soprava lá fora há meses. Lembrei de quando tentei correr atrás dele, tentei pegá-lo, tentei ganhá-lo. Então caí, e assim fiquei. O vento continuou a soprar, mas eu apenas ouvia seu som: o som da liberdade.
Outrora, eu colocara um par de asas e, como Ícaro, tentara voar. Porém, dessa vez, não foi o sol quem as estragou. Foi o tempo e a minha força. Não entendia, naquela época, que não era eu quem devia bater as asas, era o vento quem me faria voar. Depois disso, veio a falha tentativa de correr e tentar pegá-lo. Estava cansada de lutar e perder, correr e cair. Cansada.
Então, tu chegaste. Bateste na porta que abri por curiosidade. O que tu querias? Eu estava bem, apenas cansada. Tentava me enganar, mas nunca te enganaria. Tu me olhaste com aquele olhar e me rendi, chorei. Estava mais que cansada, estava ferida.
Primeiro, tu me ajudaste, senti-me melhor por fora. Mas a dor que realmente doía era mais profunda. Passaste, então, a me falar sobre o vento, sobre o meu vôo, sobre as minhas asas estragadas. Eu não havia feito nada certo... "É o vento quem conduz", tu me disseste. Eu apenas devia estar livre o suficiente para isso. Então o vento me faria voar mais alto do que eu já hvia voado pelas minhas forças, muito mais alto do que eu já imaginara.
Teu olhar e tuas palavras me fizeram sonhar. Meu olhos se abriram e eu vi a luz de um novo e brilhante sol nascendo no horizonte de um dia sem nuvens. Porém, me disseste que nem todos os dias seriam assim: belos e claros. Viriam tempestades, mas eu estava forte. Viriam noites, mas elas teriam estrelas e eu seria a lua, um reflexo do brilho do sol, do teu brilho. E, acima de tudo, o vento me conduziria.

2 de maio de 2008

Se eu fosse...


Absorvida pelos binômios de Newton, pteridófitas, Simões Lopes Neto, Hitler e Stalin, eletrólises, campos elétricos e, é claro, orações subordinadas, não estou com muito tempo de pensar em outros escritos que não sejam livros e cadernos do 3º ano. Além dos do pré-vestibular...

Nesse post, pequenas coisas que falam muito de mim. Achei por aí e algum blog...

Prometo voltar logo que a semana de provas termine.

Beijos mil...


Se eu fosse um mês seria... Setembro
Se eu fosse um dia da semana seria... Sexta-feira
Se eu fosse um número seria... 5
Se eu fosse um planeta seria... Vênus
Se eu fosse uma direção seria... Leste (nascente do Sol)
Se eu fosse um automóvel seria... Ford Ecosport prata
Se eu fosse um liquido seria... Sprite
Se eu fosse uma pedra seria... Cristal
Se eu fosse um metal seria... Prata
Se eu fosse uma árvore seria... Cerejeira
Se eu fosse uma fruta seria... Bergamota
Se eu fosse uma flor seria... Margarida
Se eu fosse um clima seria... Temperado
Se eu fosse um instrumento musical seria... Flauta transversal
Se eu fosse um elemento seria... Vento: às vezes brisa, às vezes ventania
Se eu fosse uma cor seria... Rosa forte (ou "pink")
Se eu fosse um animal seria um... Cavalo
Se eu fosse um som seria... Som da chuva
Se eu fosse uma canção seria... So simpleStacie Orrico
Se eu fosse um perfume seria... Poema – Água de cheiro
Se eu fosse um sentimento seria… Esperança
Se eu fosse um livro seria… Orgulho e Preconceito – Jane Austen
Se eu fosse uma comida seria… Chocolate
Se eu fosse um lugar seria... Porto Alegre
Se eu fosse um gosto seria... Doce
Se eu fosse um cheiro seria… Floral fresco
Se eu fosse uma palavra seria… Vida
Se eu fosse um verbo seria... Sonhar
Se eu fosse um objeto seria… Livro
Se eu fosse uma peça de roupa seria... Calça jeans
Se eu fosse uma parte do corpo seria… Olhos
Se eu fosse uma expressão seria… Olhar
Se eu fosse um desenho animado seria… Bela – A Bela e a Fera
Se eu fosse um filme seria… Nunca fui beijada
Se eu fosse uma forma seria… Triângulo
Se eu fosse uma estação seria… Primavera
Se eu fosse uma frase seria… “A vida não basta apenas ser vivida, também precisa ser sonhada”. Mário Quintana