5 de setembro de 2009

Esperança cor-de-rosa


Hoje eu vou andar tranquila
Fazer tudo sem pressa
Tempo pra respirar

Hoje eu vou olhar as flores
Parar nas vitrines
Sair por aí a cantar

Hoje não é nenhum dia de festa
Não tem sol na rua
Nem lágrima caiu

Hoje pode dar tudo errado
É quase primavera
No horizonte esperança surgiu

Esperança de uma vida diferente
Esperança de um sonho eterno
Esperança da flor que desabrocha
Esperança, esperança cor-de-rosa