12 de dezembro de 2010

Arte

Eu quero a arte que rasga a pele, expõe o nervo e jorra sangue
Eu quero a arte que te confronta; a arte espelho, não diamante
Não quero a arte que anda em círculos, caminho algum para mostrar
Eu quero a arte flecha, que aponta o alvo e vai voar
A arte em si está vazia, não é um astro que emite luz
Mas Jesus Cristo, Autor da vida, é a inspiração que me conduz
Nas poesias, nas melodias, eu vejo as marcas do grande Deus
E nos detalhes de cada história, as digitais dos dedos Seus






Kátia Mello, coreografia "Recomeçar" do Estúdio do Corpo

11 de dezembro de 2010

Quebra-cabeça

Peças soltas e espalhadas pelo chão tentam se encaixar nas pequenas partes já montadas desse quebra-cabeça. Outras peças parecem terem sido esquecidas no fundo das gavetas. Peças brilhantes, peças opacas. Peças saltitantes, peças paradas. Peças de todas as cores.
Quais delas me pertencem de verdade? Será demais querer todas elas? Serão seus encaixes incompatíveis?
Peças de fatos, peças de sonhos, peças necessárias. Estão espalhadas por aqui por obra do acaso ou realmente fazem parte desse grande e por enquanto indefinido quebra-cabeça?
É hora de separar por cores, olhar de longe, dar um tempo e continuar acreditando que no fim a imagem formada será perfeita.

10 de dezembro de 2010

Eu sei

No meio de tanta descrença e desesperança, eu sei.
Quando todas as suas perguntas têm respostas negativas, eu me abro para o sim.
Enquanto você se limita a essa existência efêmera e confusa, a minha vida ainda nem começou de verdade.
Você corre atrás de mais, prazer, sorrisos, metas, goles, corações. Mas. Tudo. Um. Dia. Acaba.
Com todos os meus sonhos e esperanças, eu sei que um dia vou voar por aí, sumir daqui e nunca mais olhar pra trás.
Só sinto muito por você que vai ficar aqui, sentado no banco, olhando para o céu, com a cabeça cheia de comos e porquês.

3 de dezembro de 2010

Fim de semestre

De acordo com Andrew Keen, o Something seria um espaço no ambiente virtual voltado para a livre expressão de uma escritora amadora, sem filtro profissional algum, portanto faria parte do nobre amador e bla, bla, bla.
Daqui há uma semana exatamente isso acaba! Daqui há uma semana exatamente estarei livre para ler o livro que quiser, um dos 10 que comprei na Feira do Livro. Daqui há uma semana exatamente vou tomar um sorvete e postar um texto legal no blog.
"Enquanto seu lobo não chega", Brooke Fraser. ♥




Hosea's Wife
Brooke Fraser

I just spoke silence with the seeker next to me
She had a heart with hesitant, halting speech
That turned to mine and asked belligerently
"What do I live for?"

I see the scars of searches everywhere I go
From hearts to wars to literature to radio
There's a question like a shame no one will show
"What do I live for?"

We are Hosea's wife
We are squandering this life
Using people like ladders and words like knives

If we've eyes to see
If we've ears to hear
To find it in our hearts and mouths
The word that saves is near
Shed that shallow skin
Come and live again
Leave all you were before
To believe is to begin

There is truth in little corners of our lives
There are hints of it in songs and children's eyes
It's familiar, like an ancient lullaby
What do I live for?

We are Hosea's wife
We are squandering this life
Using bodies like money and truth like lies


We are more than dust
That means something
That means something
We are more than just
Blood and emotions
Inklings and notions
Atoms on oceans