27 de junho de 2011

Meu amanhecer

 
Como o ano tem suas estações, como o dia tem seus períodos, a vida tem seus tempos, conforme Eclesiastes 3. E eu fiquei me perguntando: é tempo de quê?
Descobri que em mim é o amanhecer. O sol nasceu a pouco bem ao leste, ainda há áreas um pouco escuras a serem descobertas. É tempo de despertar, de ver o que acontece ao redor, de perceber a beleza e as mazelas do mundo, de compreender porquês sem questionar muito como, de caminhar por fé.
É tempo de levantar da poltrona confortável, de andar em solos pedregosos, desertos escaldantes, de aceitar a aventura e o desconhecido, de se perder a fim de encontrar.
É tempo de amar, de descobrir o gosto por outras cores, de aprender sobre outro universo, de esperar.
Novo tempo, novas cores, o meu amanhecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário